Conheça o museu a céu aberto na cidade de Laguna - Renascença Hotel

 

Ao visitar Laguna é possível conhecer as suas belezas que formam um museu a céu aberto. Além disso, há passeios que podem ser feitos a pé, como no caso do Centro Histórico de Laguna que é considerado o maior conjunto arquitetônico tombado do Estado de Santa Catarina. Há ainda outros pontos que são indispensáveis para você que deseja conhecer a cidade de Laguna: o Museu Anita Garibaldi, a Fonte da Carioca, o Cine Teatro Mussi e a Matriz de Santo Antônio dos Anjos.

Pensando nisso, no post de hoje falaremos um pouco sobre cada uma dessas partes históricas que formam a bela cidade de Laguna. Acompanhe!

 

Centro Histórico de Laguna

 

 

Um dos locais indispensáveis para conhecer ao estar na cidade de Laguna é o Centro Histórico. Formado a partir do porto original e abrigando cerca de 600 imóveis, na cidade há ainda 43 sítios arqueológicos. Foi devido à colonização açoriana em Santa Catarina que hoje temos um conjunto arquitetônico com belas praias em sua volta, sendo ainda, um dos maiores sítios arqueológicos de sambaquis da América.

O município de Laguna presenciou importantes momentos históricos, como a Revolução Farroupilha (1835 a 1845), sendo a terceira povoação portuguesa no litoral catarinense. Além do mais, é em Laguna que se passa a linha imaginária do Tratado de Tordesilhas (1494), onde foram separadas as terras da Espanha à oeste e de Portugal à leste. A cidade acabou tornando-se um ponto estratégico de localização para os portugueses.

 

Museu Anita Garibaldi

 

 

Fundado em 31 de julho de 1949 no centenário da morte de Anita Garibaldi, o museu é um dos mais antigos no sul do Brasil por ter sido construído em 1735, sendo nomeado como Paço do Conselho. Anteriormente, havia abrigado no piso superior a Câmara de Vereadores e no térreo o corpo da Guarda Municipal. No local você encontra fotos históricas, móveis e artefatos que fizeram parte da vida de Anita Garibaldi, e até mesmo um pouco da terra de sua sepultura que ocorreu em Ravena na Itália.

Além disso, no acervo há também peças de alto valor arqueológico que foram encontradas nos sambaquis e dos grupos indígenas que viveram na região. Objetos relacionados com a formação sócio-cultural lagunense como utensílios domésticos, móveis e porcelanas também podem ser vistos. Na frente do museu há ainda uma estátua de bronze em homenagem a heroína Anita Garibaldi. O museu fica localizado na rua Raulino Horn, e abre nas segundas-feiras das 13h às 19h e de terça a domingo das 9h às 19h, sem fechar ao meio dia.

 

Fonte da Carioca

 

 

Laguna contava com três fontes de água que abastecia a cidade no início da sua colonização: fonte da Figueirinha, de Campo de Fora e da Carioca. Atualmente, a Fonte da Carioca é a única que ainda está em funcionamento e é abastecida por água mineral. Anos atrás, havia apenas uma bica pequena que jorrava água, mas no ano de 1863 uma estrutura foi construída no local. A fonte foi denominada como Carioca por significar em tupi-guarani casa branca ou oca.

A localidade acabou tornando-se um dos pontos turísticos da cidade, composta pela fama de fonte dos namorados. Isso devido às idas e vindas das famílias até a fonte, onde os jovens trocavam olhares e deram origem a namoros e casamentos. A fonte da Carioca fica localizada na Praça Lauro Muller.

 

Cine Teatro Mussi

 

 

Projetado pelo arquiteto suíço Wolfgang Ludwig Rau, o Cine Teatro Mussi foi construído a pedido de João Mussi, começando a obra em 04 de abril de 1947. A inauguração do Cine Teatro ocorreu em 17 de dezembro de 1950, contando com a exibição do filme “A Valsa do Imperador”. No ano de 2011 foi iniciada a obra da restauração geral do edifício, onde foram incluídos os equipamentos de projeção, sonorização e segurança. A área de suporte técnico, os camarins e sanitários também foram construídos no local.

O segundo andar do Cine Teatro Mussi foi reservado para um espaço de exposições itinerantes. Um Termo de Cessão de uso do espaço foi assinado juntamente com o Sesc, que é o responsável pelas atrações no local.  Situada na orla da Lagoa de Santo Antônio, a edificação é considerada um monumento urbano referencial para o Centro Histórico da cidade de Laguna.

 

Igreja Matriz de Santo Antônio dos Anjos

 

 

Por ordem do bandeirante e fundador de Laguna, Domingos de Brito Peixoto, a Igreja Matriz de Santo Antônio dos Anjos foi construída em 1696. Inicialmente, a Igreja era apenas uma capelinha feita de pau a pique e foi consagrada ao padroeiro da cidade: Santo Antônio dos Anjos. Somente no ano de 1735 que a igreja foi edificada no estilo barroco, composta por quatro altares laterais folheados a ouro.

É na Matriz de Santo Antônio que há a Capela do Santíssimo, e desde a sua fundação, a igreja passou por diversas reformas. No local, tem uma relíquia de Santo Antônio que é um pedaço de sua pele vinda da Itália. Na igreja há ainda a tela de Nossa Senhora da Conceição, feita pelo pintor Victor Meirelles no ano de 1856 em Roma.

Caso ainda não conheça esses locais que são considerados cartões postais da cidade, tire um tempinho para visitar Laguna. E para descansar e recompor as energias, conte sempre com o Renascença!

As ALUNAS e ALUNOS (Novidade) da Udesc podem contar com a Hospedagem Estudantil do Renascença Hotel!

Por a partir R$ 790,00 mensais você se hospeda aqui no Renascença Hotel! Incluso limpeza semanal e garagem coberta. É muito barato!

Veja o comparativo que fizemos entre a Hospedagem e Alugar um Apto

Atendimento via WhatsApp
Enviar via WhatsApp